sexta-feira, 9 de março de 2018

DOAR-SE INDEPENDENTE DOS RECONHECIMENTOS






                   Nem sempre vamos encontrar pessoas que compreendam o valor da extensão humana, de alguém que lhe estendeu a mão, assim como nem sempre somos reconhecidos pelos esforços que fazemos em beneficio dos outros. Mas o ato de se dar, e de se doar deve prevalecer acima dos reconhecimentos, e da ingratidão que muitos utilizam para aqueles lhes foram ajuda no momento de precisão. Inevitavelmente, ficamos algumas vezes indignados ou magoados, pela frieza e desconsideração de pessoas que se apoiaram em nós quando o mundo lhes fechou as portas. Todavia, precisamos nos alimentar com os ensinamentos do Cristo, que nos revelou a importância de não contabilizarmos e nem explicitarmos nossas doações e esforços pelos outros. O valor de não fecharmos a porta, e de não negarmos ajuda, é imedível, e esses atos deverão ser constantes e independentes das considerações e reconhecimentos que possamos receber. Pois é justamente assim que nos apresentamos diante do Pai, pelo que seremos capazes de fazer uns pelos outros, sem troca e sem segundas intenções, na discrição de nossos gestos, e no silêncio de nossas atitudes benévolas aos que anseiam por ajuda.

A palavra para hoje é CARIDADE.


@marianahelenadejesus